FIQUE LIGADO

BLOG

Qual a idade certa para a criança começar a praticar esportes?

Calesita Brinquedos / 8 de março de 2021

 

O mundo digital é encantador. Desde cedo, os pequenos descobrem os atrativos das telinhas, os desenhos animados, os jogos interativos. Isso é inevitável, todos sabemos que hoje em dia não dá simplesmente para proibir o uso dos eletrônicos, não é mesmo? O importante, então, é estabelecer limites, conciliar com outros tipos de atividades que proporcionem bem estar, ajudem no desenvolvimento físico e psicológico das crianças e estimulem a convivência. Neste sentido, a prática de esportes é o melhor caminho.  Mas   qual é a opção mais adequada, qual a idade certa para começar na natação, no balé, no judô ou na escolinha de futebol. São dúvidas muito comuns entre os pais e que vamos esclarecer aqui.

A importância da atividade física

Os dados do IBGE são preocupantes. Pesquisas do instituto revelam que 15% das crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos apresentam no Brasil algum grau de sobrepeso. E esse número é crescente. A alimentação desbalanceada, com o excesso de comidas processadas é um fator. Mas a vida sedentária também contribui para esse cenário. E atividades físicas são uma arma essencial para combater a obesidade em todas as idades. Por isso, desde a primeira infância, o gosto pela prática de esportes deve ser estimulado pelos pais. Sim, mais do que obrigar, é importante fazer com que a criança descubra o prazer do esporte, goste de fazer esportes.

Quando começar a praticar esportes?

A natação é a forma mais recorrente de iniciar as crianças na prática de atividades físicas. Os benefícios são inúmeros, o desenvolvimento da coordenação motora e da capacidade pulmonar, por exemplo. É um esporte que oferece poucos riscos de lesões, já que a água alivia impactos. Há academias e clubes que oferecem aulas para todas as idades e, a partir de seis meses, bebês já podem brincar na piscina. Mas atenção: é fundamental a escolha de um local que tenha estrutura e profissionais especializados em lidar com recém-nascidos. Afinal, segurança deve ser a prioridade máxima.

Já as atividades em grupo, como futebol, queimada, parkur, judô e balé, também muito concorridas entre os pais, só são apropriadas a partir dos 5 ou 6 anos. Essa é a melhor idade para procurar uma escolinha ou uma academia, de acordo com publicações da Sociedade Brasileira de Pediatria. Mas há um alerta: até os 11 ou 12 anos, deve-se evitar o estímulo à competição, já que a pressão por vencer ou a decepção de perder podem interferir negativamente no desenvolvimento psicológico da criança.

Devo obrigar o meu filho a praticar esportes?

Como falamos no início desse texto, o mais importante é despertar nos pequenos o gosto pela prática de atividades físicas. É comum que crianças obrigadas a fazer natação, balé ou judô – os casos mais frequentes – acabem abandonando essas atividades por volta dos 15 anos de idade, quando adquirem a capacidade de decidir sobre o que fazer.  Por isso, é preciso que os pais tenham, acima de tudo, paciência e respeito com as escolhas de seus filhos, permitindo que, antes de resolver, eles experimentem diversas atividades, por mais que isso possa gerar frustrações e representar custos adicionais de matrícula e rematrícula em escolinhas.

Por fim, vale uma dica: há atividades que não precisam de escolinha ou de professor e que podem ajudar muito bem no desenvolvimento físico dos pequenos: brincar de pique, andar de bicicleta – as rodinhas existem aí para isso – ou simplesmente correr na pracinha do bairro, por exemplo, não têm idade. Se você puder estar junto, então, curtindo esses momentos com os filhotes, é ainda melhor, não é mesmo? Aproveite então!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *