FIQUE LIGADO

BLOG

Cuidados na volta às aulas pós pandemia

Calesita Brinquedos / 10 de setembro de 2020

A volta às aulas presenciais pós pandemia ainda não tem uma data certa para acontecer na maior parte dos estados. O assunto ainda traz muitas dúvidas e divide opiniões. Por um lado, com as escolas fechadas e a manutenção do ensino remoto, especialistas apontam para os prejuízos na aprendizagem e na sociabilização das crianças. Porém, a questão de saúde é predominante, já que por mais que na maioria das vezes os pequenos não apresentem sintomas ou tenham apenas leves problemas quando infectados, eles são considerados fortes transmissores do novo coronavírus, e isso é uma grande preocupação para os pais e as famílias.

O cenário ainda é incerto, mas sabemos que mais cedo ou mais tarde as aulas estarão de volta e medidas de precaução terão que ser tomadas não somente nas escolas, por meio dos profissionais e dos alunos, mas também em casa, pelos pais e as famílias. 

A prevenção começa em casa

Já estamos acostumados a ouvir a frase “a educação começa em casa”, não é mesmo? Agora não é diferente. Assim como os professores, os pais devem se manter informados sobre a covid-19 através de fontes confiáveis. Com a volta às aulas pós pandemia, cabe à família conversar, ensinar e educar as crianças a respeito dos cuidados e ações para evitar a infeção e propagação do vírus. Claro que, quanto menor a criança, mais difícil essa missão, mas ainda assim é importante ter conversas sobre o assunto, mesmo que através de historinhas, desenhos ou outras formas mais lúdicas.

Além da conscientização, também é muito importante estar de olho se os pequenos maiores de 2 anos estão utilizando as máscaras adaptadas para crianças de forma correta e disponibilizar uma garrafa d’água para ser levada junto com o material escolar.

Outro ponto a ser observado é o estado de saúde da criança. Ao apresentar o menor indício de quadro infeccioso, como febre, tosse e problemas respiratórios, o indicado é não manda-la para a escola e procurar atendimento médico.  Os pequenos que fazem parte do grupo de risco, como os que têm asma, merecem cuidados redobrados. 

Cuidados especiais na escola

Cabe à escola garantir um ambiente seguro para seus funcionários e alunos, seguindo todas as medidas preventivas do protocolo da Organização Mundial da Saúde (OMS). Os professores vão enfrentar alguns desafios, seja no planejamento das aulas e atividades, seja na relação com os alunos dentro da classe, reforçando a importância da higienização pessoal e a necessidade de afastamento dos colegas.

Alguns dos protocolos sob responsabilidade da escola que deverão ser seguidos são:

  • Exigir o uso de máscara;
  • Disponibilizar água potável em embalagem descartável, uma vez que os bebedouros devam ser interditados;
  • Medir a temperatura de alunos, pais e funcionários no acesso à unidade escolar;
  • Disponibilizar totens de álcool em gel 70%, acionados sem o uso das mãos em espaços estratégicos;
  • Manter as mesas e carteiras o mais afastado possível entre elas;
  • Incentivar a lavagem frequente das mãos;
  • Sanitização específica contra o covid-19 nos ambientes, móveis e materiais;
  • Manutenção de portas e janelas abertas para garantir uma melhor circulação de ar nas salas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *