FIQUE LIGADO

BLOG

Bijuterias e joias para crianças: Cuidados para usar em segurança?

Raffcom Agência / 24 de março de 2022

Seja menina ou menino, o momento de os pais arrumarem os pequenos para sair é sempre muito especial. É gostoso escolher uma roupa legal, um sapato estiloso e adicionar alguns acessórios como joias, bijuterias, bonés, faixas de cabelo etc., não é mesmo?

 Hoje em dia, a tentação é grande, existe grande variedade de lojas com acessórios feitos especialmente para o público infantil. Mas atenção:  é preciso tomar cuidado, levar sempre em conta à faixa etária, o material e, acima de tudo, a segurança das crianças. Neste texto, vamos dar algumas dicas para você evitar riscos para o seu filho, na hora de comprar joias e bijuterias.

Evite peças muito pequenas

Bebês e crianças pequenas costumam ter o instinto de levar tudo o que encontram por aí até a boca. Então é preciso observar se o material contém pedaços pequenos possam ser engolidos machucar a criança internamente ou até mesmo sufocá-la.  É muito importante que os pais ou responsáveis estejam sempre de olho para evitar acidentes! 

Escolha um material confiável

A pele dos pequenos pode ser muito sensível e a chance de acabar desenvolvendo uma alergia por conta de joias e bijuterias não é pequena. Bijuterias feitas de níquel, material que costuma causar dermatite de contato alérgica, devem ser evitadas. Materiais plásticos, sintéticos e coloridos artificialmente também exigem uma atenção a mais. Fique atento à vermelhidão, dor, coceira, bolhas ou alterações na pele. 

Joias para crianças feitas de ouro ou prata são mais indicados, por serem materiais menos alergênicos.

Retire os acessórios na hora de dormir

Tome cuidado para que a criança não durma com joias e bijuterias. Isto gera desconforto e pode até provocar pequenos ferimentos. Cordões e colares merecem cuidado ainda maior, pois podem acabar enroscando no pescocinho e provocando sufocamento. 

Nada de pontas e saliências

Acessórios como brincos, colares e anéis podem ter pingentes ou pedras pontudas. Assim como saliências no seu design. São peças que devem ser evitadas para proteger os pequenos de cortes e arranhões. 

bijouterias para crianças

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Qual a idade para usar joias e bijuterias

Para cada idade há uma recomendação. O importante é que os pais observem o desenvolvimento de seus filhos, os hábitos de movimento no dia a dia, para escolher a joia ou bijuteria mais adequada. Mas vão aqui algumas sugestões.

De 0 a 2 anos

Bebês recém-nascidos precisam de cuidado redobrado, observar os formatos e o material usado no acessório. Especialmente para meninas, os brincos são as peças mais indicadas, desde que colocados bem juntos à orelha, sem pingentes, e com tarraxas arredondadas. 

De 2 a 5 anos

Além dos brincos, os pequenos já podem usar pulseirinhas e correntinhas. Mas, novamente, é preciso observar a qualidade do material para evitar que arrebentem durante as brincadeiras causando acidentes. E prejuízos.

De 5 a 9 anos

A partir dessa faixa etária a liberdade de escolha é maior. Você pode optar por brincos, pulseiras e colares que mais combinam com a personalidade de cada criança.

Viu como é possível conciliar o prazer de deixar nossos filhos charmosos com a segurança que eles precisam ter? Basta fazer a escolha certa. Os pequenos vão arrasar no visual!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.