A agenda mais importante da semana

02 de março de 2018 -

As aulas iniciam e logo os pais recebem as “cartinhas” da escola falando sobre as atividades extracurriculares, que dependendo da entidade serão pagas e/ou gratuitas. Elas são importantes para o desenvolvimento social e intelectual das crianças. Normalmente as crianças acabam escolhendo aquelas que são da sua preferência: seja por música, dança, esportes, teatro, idiomas, etc.

As aulas no contraturno do estudante, muitas vezes, facilita a rotina da família, principalmente quando pai e mãe trabalham fora durante o dia inteiro. Cabe aos pais dosar a quantidade de atividades extracurriculares que as crianças conseguem administrar.

Em 2017, nosso filho de sete anos tinha atividades extras de segunda a quinta. Confesso que ao fim do ano, podia ver o quão cansado ele estava daquela rotina. Esse ano, optamos apenas duas atividades: futsal e robótica – ambas que ele escolheu fazer e três dias na semana. Seria melhor se fosse dois dias apenas, mas a agenda da escola não obedece nossa vontade, não é mesmo?

Durante a semana, ele pode aproveitar o espaço ao ar livre do escritório onde meu marido trabalha para andar de bicicleta e brincar de futebol, ou até mesmo assistir à TV – que é limitada a uma hora por dia.

Os fins de semana são os momentos que mais podemos curtir em família e procuramos estar sempre juntos. Esse ano, a fim de incentivar que ele aprenda a comer outros tipos de comida, desafiei ele a encontrar receitas que nós dois podemos fazer juntos e já saiu escondidinho de carne com purê de batata e cookies. Outro dia, fizemos picolé de morango com a Picoleteria da Calesita, as crianças amaram a experiência e vivem inventando novas receitas para os picolés agora. Sempre é possível criar oportunidades para estar ao lado daqueles que mais amamos, não é mesmo?

A cozinha é sempre um bom lugar porque de lá saem muitas coisas gostosas. Mas além disso, procuramos estar presentes nas brincadeiras, seja com a massinha, blocos de montar ou quebra-cabeças. E percebo como as crianças gostam de brincar conosco, uma hora eu sou a filha, outra hora tenho netas.

Acredito que não apenas a nossa rotina seja assim, mas é a realidade de muitos lares brasileiros. Temos tempo para tantas coisas e nós mães estamos sempre tão ocupadas com as coisas da casa que tirar um tempo para brincar com as crianças parece perda de tempo.

Trabalhamos e ganhamos dinheiro para tentar dar o melhor para nossos filhos, enquanto a coisa mais valiosa e gratuita que temos, muitas vezes não oferecemos: nosso tempo. As crianças têm sua agenda, nós temos a nossa e é ideal que essas agendas coincidam em alguns momentos na semana.

Maneiras de sincronizar a agenda do filho com a dos pais:

  • Programem um almoço diferente por semana – mesmo que seja em um restaurante;
  • Organize a limpeza da casa para um momento em que as crianças não estejam em casa ou estejam dormindo;
  • Encontre brincadeiras que vocês gostem de estar juntos. Se você não gosta de pintar, quem sabe seu filho goste de montar quebra-cabeças com você, ou brincar de casinha;
  • Um dia na semana vão para cozinha preparar um lanche especial para a família;
  • Saia para tomar um sorvete numa tarde de sábado só você e seu filho (se tiver irmãos, combine que cada sábado será de um). Assim eles sempre vão ter tempo para serem ouvidos e se sentirão especiais.

Acredite estar com seus filhos, mesmo na correria do dia a dia e dedicar tempo para eles é o que eles realmente vão lembrar quando crescerem. Não vão lembrar se a casa estava impecável ou se o almoço atrasou em uma hora. Mas com certeza vão lembrar dos momentos que você sentou no tapete para brincar de fazendinha com eles.

Karin Petermann Produtora de conteúdo no site Mamãe & Cia, 31 anos - casada há 11 anos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *