Os avós e o desenvolvimento emocional e afetivo dos netos

26 de julho de 2019 -

Dizem que ser avô ou avó é ser mãe ou pai duas vezes. Que o amor vem em dobro e com gostinho especial. Afinal, aquele pequeno ser veio de outro grande amor, seu filho ou filha. As responsabilidades também são diferentes nesse momento. E não é preciso se esforçar muito para perceber como a interação entre netos e avós é positiva e importante para ambos. O que traz diversos benefícios, além de muito amor, é claro.

Essa conexão traz aprendizado e crescimento para as duas partes. Benefícios esses que já foram comprovados cientificamente um estudo feito pelo Boston College, nos Estados Unidos, e divulgados pela revista Crescer. Para os avós, é a oportunidade de trazer ensinamentos e sabedoria de uma vida que serão levados para sempre. Histórias que são extremamente enriquecedoras para qualquer criança. Já para os netos, há uma chance de trazer e mostrar novas ideais e momentos de atualização, inclusive com a tecnologia. Uma troca que acontece de maneira simples, sutil e sem cobranças.

No Brasil, a relação entre avós e netos ganhou força a partir dos anos 1980, quando a expectativa de vida do brasileiro começou a aumentar e as famílias passaram a se adaptar à vida de trabalhadores. Neste mesmo período, as mulheres aumentaram o fluxo de trabalho fora de casa, em busca de dinheiro e também igualdade na sociedade.

Pesquisa publicada na revista especializada Kairós Gerontologia, mostra que todas as avós entrevistadas cuidam dos netos aos finais de semana, sendo que 85% delas gostam desta responsabilidade. E, se estão longe, sentem falta dos netos.

 

Garantia de felicidade para os netos e saúde para os avós

Mas a ciência vai além! Estudos comprovam que crianças com avós próximos e vínculos sólidos são emocionalmente mais inteligentes, mais sociáveis, vão melhor na escola e também são mais felizes. O relacionamento das crianças com seus avós, também acabam por se tornarem mais bondosas, generosas e com menores taxas de ansiedade e depressão no futuro.  Já para os avós, esta relação pode ser muito saudável (literalmente falando), já que reduz risco de depressão e de Alzheimer.

É valioso que os pais incentivem o contato e o vínculo entre seus filhos e os avós. Afinal, sorte de quem tem a possibilidade de viver e usufruir dos benefícios que essa relação tão importante traz. E se essas figuras tão admiráveis morarem em outra cidade, a tecnologia está aí para auxiliar com chamadas de voz e também em vídeo. Uma visita de tempos em tempos também fará bem para matar as saudades pessoalmente.

26 de julho – Dia dos avós

O blog Mamãe Plugada (https://bit.ly/2p36bUE) traduziu um trabalho sobre o efeito dos avós sobre suas famílias, de autoria do Doutor James S. Bates. O cientista aponta sete importantes reflexos que avós proporcionam para seus netos:

Árvore genealógica – Ajudam os netos a entender e interpretar a história da família. Contam quem foram os avós dos avós, o que faziam, de onde vieram…

Mentores – ensinam e transmitir habilidades práticas e de conhecimento da vida. “Minha avó materna me ensinou a costurar. Minha avó paterna a cozinhar”.

Espiritual – oferecendo conforto, encorajamento e conselhos.

Caráter – esforços para nutrir e dar forma ao caráter e à personalidade de seus netos, para que se tornem membros éticos e responsáveis na vida em sociedade.

Recreação – esforços para organizar, facilitar e participar de atividades de lazer com os netos.

Identidade familiar – esforços para encorajar fortes relações familiares e comportamentos interpessoais apropriados entre os membros da família.

Investimento – ajudando netos a tornarem-se financeiramente autossuficientes na idade adulta.

Calesita A Calesita Brinquedos conta com uma equipe de assessoria que também colabora na produção de conteúdo exclusivo para o website “Estar Presente”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *